AQÜA HOOD´S - PRA UM DIA ACREDITAR ...  


A Bela e o Monstro

O surf é um desporto incrível, com muitas, mas mesmo muitas coisas boas. Quem tem a sorte de surfar há uns anos sabe, que apesar de não ser um desporto completo, é uma actividade para todas as ocasiões. Como um amigo com quem podemos estar quando estamos tristes, contentes, deprimidos, a festejar, normais, apáticos, por vezes doentes, ou desgostosos, outras vezes eufóricos e entusiasmados. E a companhia do surf ajuda mesmo, a reflectir, a estar em contacto com algo que é maior do que nós.

E chega aqui o trágico. O monstro. O mar é realmente maior do que nós. No mar já passei por alguns sustos valentes. Quando uma pessoa de fora olha e pensa que está uma coisa, e lá dentro a história é outra. Os perigos do mar são imensos, e há dias em que estar no mar com dois metros é mais tranquilo do que estar no mar com meio metro e com umas correntes valentes.

É da responsabilidade de qualquer surfista evitar que situações destas aconteçam. Nós podemos estar aqui a discutir de ausências de gaudas vidas e postos de resgate, mas o mais importante para nos definir como comunidade é sabermos protegermo-nos uns aos outros.

É fácil perceber quando é que vemos um tipo mais inexperiente dentro de água. É fácil ver que a remada ainda é fresca, que o corpo está normalmente mal equilibrado na prancha, com prancha a mais á frente, o bico de pato difícil. Ao risco de parecer prepotente já me dirigi várias vezes a surfistas, com um sorriso na boca e a dizer - o mar hoje está difícil, um pouco perigoso. Fazes surf há quanto tempo? - Não custa nada sabermos dos mais novos. Não custa nada estarmos atentos. E esse esforço de comunidade tem de continuar. Não só aquela vontade pessoal de ajudar o próximo. Protegermos um desporto e aqueles que se querem iniciar nele.

Aparentemente este surfista era surdo. Teve o azar da vida dele porque não foi avisado por ninguém que as correntes estavam difíceis, e o material poderia estar desadequado, a morte de alguém é sempre complicado de lidar. Mas serve o momento para avisar que temos de estar atentos. Que tudo começa nas lojas e de quem está a vender o material. Continuando pelos professores de surf. E terminando em todos nós estarmos atentos e sabermos quem metemos e como os metemos dentro de água. Se os informamos dos perigos ou só da beleza extraordinária do surf. E por fim, estarmos sempre atentos dentro de água a sinais de perigo, para nós e para os outros.


Escrito por AQüA BoY ® às 23:15:51 [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





A fé dos homens [2]

 

 

 

 

veja mais imagens e leia sobre neste link:

http://www.latimes.com/news/nationworld/nation/la-na-oil-spill-html,0,6610369.htmlstory


"A casa onde às vezes regresso é tão distante
da que deixei pela manhã
no mundo
a água tomou o lugar de tudo
reúno baldes, estes vasos guardados
mas chove sem parar há muitos anos"

José Tolentino Mendonça


Escrito por AQüA BoY ® às 17:10:23 [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





A fé dos homens

A onda azul.

 

A fé dos homens.

 

A manifestação na cidade, o poder do povo.

 

Eu lá sou um gajo de contradições! Não sou! Quando vejo 30 mil pessoas nos estágios, numa euforia danada, pensei. Porra, olha lá se isto fosse numa praia bacana, não se veria a areia, e não seria por causa das toalhas. Iriam estar milhares de pessoas, e eu não ia ficar incomodada porque aquelas pessoas ali não consegueriam reparar nos problemas reais da sociedade!

Porra! O pessoal tem mais que ter direito a divertir-se, mesmo em tempo de crise, principalmente em tempo de crise. Uma festa gigante, uma festa linda. E... vejam lá! Ver nos jornais no dia seguinte, e não ler só sobre morte e casos de polícia , leria sobre várias outras coisas, até ouvir na rádio, e ver no jornal da noite!

Espero que o campeonato mundial de surf seja este ano em Super Tubos, e que lá estejam para ver 100 mil. Que tenham cuidado, não estraguem as dunas, não deixem lixo na praia, e aproveitem para se divertir. Sim! Também podem! Pessoal, divirtam-se! Eu divirto-me com as belas imagens que a minha mente traz das ondas que um dia peguei ... e muito mais que pegarei.


Escrito por AQüA BoY ® às 16:49:09 [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





O Elogio da Loucura


Escrito por AQüA BoY ® às 16:31:28 [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Um homem, um menino
Pareço diferente, maluco
Com sentimentos a tona
Esqueço de tudo,e no mesmo tempo
Lembro de tudo também

Quando esqueço tou de boa
Alegre, Feliz
Mas quando lembro
Não sei, mudo, fico estranho
Sabe,fico perto de todos
E ao mesmo tempo longe, em meu lugar
E isso é com tudo que me preocupa

Será que todos é assim ?

E quando te vejo, fico loco
Sem você saber que sou loco pra te ter
Tem ora, que nem lembro de você
Te esqueço completamente
O ruim, é que quando lembro

E isso é um pobrema
Porque fico assim
Sabe,fico perto de todos
E ao mesmo tempo longe, em meu lugar
Só pensando, e lembrando de você

Das conversas, das risadas
E imagino
Será que um dia vou te ter.


Escrito por AQüA BoY ® às 16:25:28 [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 

 

Eles dizem que para sobreviver, você precisa ser louco como um chapeleiro. O que por sorte: eu sou.

Chapeleiro maluco


Escrito por AQüA BoY ® às 16:19:26 [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 

 

 

"Nesta direção", disse o Gato, girando a pata direita, "mora um Chapeleiro. E nesta direção", apontando com a pata esquerda, "mora uma Lebre de Março. Visite quem você quiser quiser, são ambos loucos."

"Mais eu não ando com loucos", observou Alice.

"Oh, você não tem como evitar", disse o Gato, "somos todos loucos por aqui. Eu sou louco. Você é louca".

"Como é que você sabe que eu sou louca?", disse Alice.

"Você deve ser", disse o Gato, "Senão não teria vindo para cá."


Trecho do livro 'Alice no País das Maravilhas'


Escrito por AQüA BoY ® às 16:15:04 [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 





BRASIL, Mulher, Portuguese, Spanish, Esportes, Música









 
 




UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis
Lili e Doug
Criatura Design Gráfico
Infinito Particular
Perfeita Sintonia
EducArte
O pulso ainda pulsa
Mônica Delázari - Recanto das Letras
Homem, Homossexual e Pai
Psycho Lés


 

 

Dê uma nota para este blog